quinta-feira, outubro 25, 2007

A minha homenagem ao Vladimir...

Agora que o presidente russo, Vladimir Putin, está de visita a Portugal, eu até devia dizer aqui duas ou três patacoadas sérias... Mas.. epá, desculpem lá! É que não consigo. Não me ocorre nada sério, mesmo.
A não ser, talvez, relembrar as palavras sábias do grande jornalista José Milharazes...

Isto foi já há alguns anos. (Se calhar, até está desactualizado, eh eh eh!...) Mas olhem, por aqui não consegui arranjar melhor ...
Então, pronto, é assim. Desculpem lá a pobreza deste "post". Mas é como vos digo, e repito: infelizmente a visita de Vladimir Putin a Portugal não me inspira a dizer nada de mais relevante, e... Epá! espera aí...
É que, entretanto, estava eu já de saída, e lembrei-me ainda disto:

(GNR, "Piloto automático".)
Agora, porque carga de água associei uma tão importante visita de Estado a uma cançãozita de uma banda portuguesa que, ainda por cima, tem nome de força policial?
Pois é... Boa pergunta!

Olha, que tal procurarem a resposta para tão inquietante dúvida... sei lá, no blogue do José Milhazes, não? O verdadeiro... o autêntico... o original.
Aqui: darussia.blogspot.com

3 comentários:

Marreta disse...

Vodka, vodka.
Será que o gajo trás alguma da boa na bagagem para distribuir pelo pessoal?...

Marreta disse...

Só para acrescentar que esses gajos todos se vão federar!
Hoje demorei 2 horas (!) para chegar ao trabalho à conta da cimeira dos frades em Mafra.
Estou farto de Cimeiras!

Debaixo do Bulcão disse...

Marreta: eu cá até nem me importo nada que eles se federem. Quero é que não nos federem a nós também. Isso é que seria porreiro, pá!

António Vitorino