sexta-feira, dezembro 31, 2010

Portalegre, Dezembro de 1999


Em Dezembro de 1999, o governo tinha decretado "tolerância zero" às infracções na estrada durante a época de Natal e fim de ano. A intenção era combater o elevado número de acidentes que ocorrem habitualmente nestes períodos. Mas, para por em prática a medida, as forças de segurança viam-se obrigadas a não ter férias "normais" junto da família ou - em alguns casos - a fazer horas extraordinárias.

O Jornal D'Hoje (semanário onde eu então trabalhava) viu aí a oportunidade para fazer uma reportagem com a Brigada de Trânsito da GNR. Fizemos, então, o pedido, que foi muito bem acveite: se nós queríamos saber (e mostrar) como trabalhavam os homens da brigada, eles (pelo menos em Portalegre...) pareciam também muito interessados em mostrar o seu trabalho.

Lá fomos, num final de tarde muito frio, para as estradas em redor da capital do Norte Alentejano. E saiu isto:

Este "post" é dedicado, com muito respeito e consideração, a todos os que trabalham nesta altura do ano.

Aos outros, amigos e/ou visitantes deste blogue, desejo o dobro daquilo que me desejam a mim. E que 2011 seja aquilo que cada um de vós merecer.

quinta-feira, dezembro 30, 2010

29 de Dezembro de 1990: a minha primeira exposição de fotografia


Há 20 anos estava eu a expor alguns trabalhos de fotografia numa colectiva de apoio à candidatura presidencial de Carlos Carvalhas, no Ritz Club, em Lisboa.
Essas fotos andaram perdidas até 2008. Nessa altura, decidi fazer este vídeo, para ficar com um registo da coisa, antes que se volte a perder. Divirtam-se.

quinta-feira, dezembro 23, 2010

É Natal. Tempo de brincar à caridadezinha...



Vamos brincar à caridadezinha
Festa, canasta e boa comidinha
Vamos brincar à caridadezinha

A senhora de não sei quem
Que é de todos e de mais alguém
Passa a tarde descansada
Mastigando a torrada
Com muita pena do pobre
Coitada

Vamos brincar à caridadezinha
Festa, canasta e boa comidinha
Vamos brincar à caridadezinha

Neste mundo de instituição
Cataloga-se até o coração
Paga botas e merenda
Rouba muito mas dá prenda
E ao peito terá
Uma comenda

Vamos brincar à caridadezinha
Festa, canasta e boa comidinha
Vamos brincar à caridadezinha

O pobre no seu penar
Habitua-se a rastejar
E no campo ou na cidade
Faz da sua infelicidade
Alvo para os desportistas
Da caridade

Vamos brincar à caridadezinha
Festa, canasta e boa comidinha
Vamos brincar à caridadezinha

E nós que queremos ser irmãos
Mas nunca sujamos as mãos
É uma vida decente
Não passeio ou aguardente
O que é justo
E há-que dar a toda a gente

Não vamos brincar à caridadezinha
Festa, canasta é falsa intençãozinha
Não vamos brincar à caridadezinha

José Barata Moura

sábado, dezembro 11, 2010

Metem os carros em cima do passeio porque "não há lugares para estacionar", é isso?

video

Carros estacionados em cima do passeio, com um parque de estacionamento GRÁTIS (e vazio...) mesmo ali ao lado. Acontece nesta rua de Almada, todos os dias e a qualquer hora.
Além deste, existe outro parque de estacionamento, também grátis, numa praceta a cerca de 15 metros dali.
Parar ou estacionar em cima dos passeios é proibido por lei (Código da Estrada, artigo 49, alínea f), punível com a remoção do veículo e, se necessário, bloqueamento até que essa remoção se efectue.
Quando alguém decidir acabar com este descaramento e fazer cumprir a lei, não se admirem nem se venham queixar de "intolerância" ou de "caça à multa", ok?